✍🏽 Redacción Escribe GermaDor [ @germador_ ]

📸 Dora Barrera [ @doramar1010 ]

📍 Poços de Caldas, Brasil

Poços de Caldas é uma cidade localizada no sudoeste do estado de Minas Gerais, no Brasil, na região de mesmo nome. Sua população estimada é de 150.095 habitantes em 2008. A cidade possui um conjunto de balneários de águas termais dentro da cratera de um vulcão extinto, tornando-se destino de turismo medicinal, com nascentes que brotam águas com propriedades curativas, balneários com águas termais e diversas atrações culturais.

Este lugar maravilhoso está localizado próximo a um córrego chamado Poços de Caldas, próximo ao Rio Pardo. Conhecida principalmente por seus banhos termais, a cidade conta com hotéis e cassinos. Os solos locais são ricos em minerais e produzem tório, zircônio e bauxita, que ali é convertido em alumínio. Possui a primeira usina de concentração de minério de urânio do Brasil, para uso em Angra I, a usina nuclear de Angra dos Reis, ali localizada.

Poços foi fundada em 1872. A região havia sido habitada pelos índios Cataguases, que foram expulsos de suas terras pelas Bandeiras Unidas Paulistas em busca de ouro. O local foi inicialmente denominado Freguesia de Nossa Senhora da Saúde das Águas de Caldas. Em 1874 tornou-se distrito e em 1875 foi elevada à categoria de cidade. Tornou-se famoso após a descoberta das fontes termais, e muitas pessoas importantes começaram a visitar o balneário em busca de curas proporcionadas pela água.

Localiza-se na divisa do estado de São Paulo a 1.186 metros de altitude e é o principal núcleo socioeconômico de sua região, com área de 547 km² (85 km² urbano e 459 km² rural) no município.

A área física é constituída em sua maior parte por um planalto formado por montanhas, campos e vales com extensão aproximada de 750 km². A altitude média é de 1.200 m (3.937 pés), com o Cristo Redentor, o ponto mais alto, a 1.686 m (5.531 pés). A topografia é altamente sugestiva de uma cratera vulcânica e como as rochas da região são de fato ígneas e existem fontes termais, isso deu origem ao equívoco de que Poços de Caldas estaria localizada dentro da cratera de um grande vulcão extinto. Na realidade, Poços de Caldas está localizada dentro de uma caldeira que se formou pelo desmoronamento de uma porção central do terreno em meio a áreas elevadas, e embora estas últimas tenham origem vulcânica, o processo que formou a suposta «cratera» não não tem nada a ver com atividade vulcânica.

O clima é caracterizado por invernos secos e verões amenos. O inverno vai de abril a setembro e tem temperatura média de 15°C e precipitação de 315mm. O verão vai de outubro a março e tem temperatura média de 21°C com precipitação de 1.430mm. A precipitação anual é de 1.745 mm. A temperatura média anual é de 17°C com mínima histórica de -6°C e máxima histórica de 31,7°C.

Conhecida principalmente pelos seus banhos termais, existem vários balneários na cidade. Pela riqueza de recursos hidrominerais, Poços de Caldas também é conhecida pela qualidade do sabão que produz. São quatro fábricas na cidade: Raízes, Antares, Sarandi e Terra Brasil. Poços é famosa por seu vidro, que é conhecido internacionalmente. Os fundadores das fábricas eram descendentes de vidreiros artísticos que viviam na ilha de Murano, perto de Veneza, na Itália. Há quatro fábricas de vidro na cidade: Ca’D’oro, São Marcos, Veneza e Bonora.

Os solos locais são ricos em minerais que produzem tório e zircônio. Um mineral raro de zircônio, caldasita, recebeu o nome da área. A cidade possui a primeira usina de concentração de minério de urânio do Brasil, para uso na usina nuclear de Angra, em Angra dos Reis.

Poços também abriga uma das maiores minas de bauxita do mundo, de propriedade da Alcoa. A bauxita é um minério que contém pelo menos 45% de alumina, que é extraído para produzir alumínio. As operações de fundição de Poços de Caldas têm capacidade anual de 90.000 toneladas. A unidade é a maior unidade de produção de pó de alumínio da América Latina e a segunda maior do mundo. A planta tem capacidade de 14.000 toneladas por ano de pó de alumínio e atende à demanda do mercado de ferroligas, refratários, pigmentos, metalurgia, produtos químicos, explosivos e combustível sólido para foguetes. A planta iniciou a produção de aluminas hidratadas e aluminas calcinadas duramente queimadas em 1985.

A cidade obtém a maior parte de sua eletricidade de usinas hidrelétricas, construídas e gerenciadas com recursos locais (éter dimetílico), levando à independência do sistema elétrico do estado.

A cidade está muito bem conservada, com diversas áreas verdes, incluindo parques, praças, jardins, e a serra de São Domingos, que possui trilhas para caminhada. A água sulfurosa é o principal atrativo e pode ser consumida em diversas fontes e nas Termas de Antônio Carlos. Há um teleférico para chegar à estátua do Cristo Redentor (1.686 m). No topo da montanha há uma bela vista das montanhas próximas. A cidade também oferece opções como um jardim de chá japonês, um parque temático, museus, teatros e outros eventos culturais, incluindo o Festival Anual de Música nas Montanhas.

A cidade é servida pelo Emb. Aeroporto Walther Moreira Salles.

A música que nos acompanhou nesta aventura foi:

3 Comentarios

Dejar respuesta

Please enter your comment!
Please enter your name here